Shimeji

 

Brota em pencas, com um chapéu meio achatado, de até 2cm de diâmetro, que varia do cinza clarinho ao marrom-acinzentado. Há também uma variedade de Shimeji branco. De sabor delicado e aroma aprofundado, é excelente para sopas, refogados e pratos de arroz. No Brasil, ganhou adaptações mais pesadas na cozinha, com o uso de manteiga e bacon. E também criações inusitadas por sushimen nacionais. Mas quanto mais ao natural, mais saboroso. Uma boa opção é temperar com sal, um pouquinho de pimenta e vinho branco e levar ao forno num papillote de alumínio. O aroma será inebriante ao abrir o "pacote".

Estudos mostram que o Shimeji ajuda a fortalecer o sistema imunológico, possui atividade hipoglicêmica e antitrombótica, diminui a pressão arterial e o colesterol ruim, além da ação antitumoral, antinflamatória e antimicrobiana. É também uma boa fonte de lisina e vitamina B1.

 

Origem: Japão.

 

Nome científico: Pleurotus Ssp.

 

Embalagens Safra:

Inteiros, em bandejas com 200g.

Safra cogumelos Shimeji Claro
Safra cogumelos Shimeji

Foto cedida pelo Montanhês.

Shimeji Claro

 

Tem as mesmas características do Shimeji com uma diferença no tamanho, sendo um pouco maior e também um pouco mais rijo. É igualmente aromático e saboroso e ótimo para sopas, refogados e pratos de arroz. Uma ótima opção é desmembrar as pencas grandes em várias unidades e refogar no azeite ou manteiga, com alho e cebola bem picadinhos, e abafar um pouco a wok (ou frigideira) para amaciar mais e formar caldo. Acrescentar salsinha picada e está pronto um belo molhinho para acompanhar uma polenta mole ou generosas fatias de pão.

 

Origem: Japão.

 

Nome científico: Pleurotus Ssp.

 

Embalagens Safra:

Inteiros, em bandejas com 200g e com 500g.

Foto cedida pelo Grupo Urakami

press to zoom

Foto cedida pelo Grupo Urakami

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

Foto cedida pelo Grupo Urakami.