Shiitake

 

Ostenta o maior chapéu da família, com diâmetro entre 4cm e 10cm, marrom escuro. Com sabor pronunciado e amadeirado, textura de carne e aroma singular, que fica ainda mais acentuado na sua versão seca. Neste caso, antes de usar, deve-se colocar de molho em água quente por alguns minutinhos, só para amaciar. As melhores receitas são com ele grelhado, assado na brasa ou salteado na wok. Com o cabo, se preparam deliciosos caldos e sopas.

 

Além da sua textura de carne, o shiitake tem valor proteico equivalente ao de alimentos de origem animal, com vantagem da baixíssima concentração de gordura. Estudos recentes o apontam como excelente fonte de ácido fólico, importantíssimo na dieta de idosos e gestantes, para evitar malformações no feto. E ainda é rico em sais minerais, carboidratos e vitaminas, principalmente do complexo B e vitamina D. Em sua formação se encontram todos os aminoácidos essenciais: lisina, methionine, tripfano, treonina, valina, leucina, isoleucina, histidina e fenilalanina.

 

Origem: Japão.

 

Nome científico: Lentinula edodes.

 

Embalagens Safra:

Inteiros, em bandejas com 200g.

 

 

 

Safra cogumelos Shiitake

Foto cedida pelo Grupo Urakami.

Foto cedida pelo Grupo Urakami

press to zoom

Foto cedida pelo Grupo Urakami

press to zoom

Foto cedida pelo Grupo Urakami

press to zoom
press to zoom